A PRESERVAÇÃO DAS PLANTAS E DOS ANIMAIS


Quem vive no Cerrado mora em uma das regiões mais ricas em espécies de plantas e animais do mundo, muitas delas ainda desconhecidas pela ciência e que só existem ali. É ainda nas chapadas preservadas do Cerrado que nascem as águas que formam as principais bacias hidrográficas do país: a Amazônica, a do Prata e a do São Francisco.

Essa riqueza está seriamente ameaçada, principalmente pelo desmatamento e pela fragmentação de ambientes nativos. Se mantido o rítimo atual de degradação, o Cerrado pode desaparecer até 2030. Muitas espécies já correm risco de extinção, como o tatucanastra,o lobo-guará e a águiacinzenta, e precisam de áreas naturais
interligadas para viver.

O cumprimento da legislação nas propriedades rurais é essencial para a preservação desse patrimônio. Mais de 50% do Cerrado hoje são usados para atividades agropecuárias, o que faz com que cada remanescente nativo mantido em terras privadas seja um espaço para a vida.

Você encontra essa diversidade nos seguintes municípios do Piauí: Costa Rica, Chapadão do Céu, Chapadão do Sul, Mineiros, Alcinópolis, Uruçuí, Ribeiro Gonçalves, Baixa Grande do Ribeiro, Palmeira do Piauí, Currais, Bom Jesus e Santa Filomena. Nessas regiões, são encontrados remanescentes vitais para a conservação do Cerrado, como o Parque Nacional das Emas e a Estação Ecológica de Uriçuí-Una.